Fazendo uma araucária para a maquete

A araucária (Araucaria angustifolia) é a espécie arbórea dominante da floresta ombrófila mista, ocorrendo majoritariamente na região Sul do Brasil, sendo conhecida como pinheiro-brasileiro e pinheiro-do-paraná.

Sua origem remonta a mais de 200 milhões de anos e pode atingir alturas de 50 metros, com um diâmetro de tronco à altura do peito de 2,5 m. Sua forma é única na paisagem brasileira, parecendo uma taça.

Hoje seu território está reduzido a uma fração mínima, o que coloca a araucária em perigo crítico de extinção.

Como podemos perceber, existem araucárias de diversas alturas, algumas com troncos mais finos, outras com troncos mais grossos, algumas altas, outras mais baixas, etc. A altura média é em torno de 12 a 15 metros.

Para confecção da araucária para a maquete vamos precisar de:

  • Arame revestido comprado em lojas de artesanato com flores;
  • Maço de flores de plástico “mosquitinho”;
  • Fita marrom de revestimento comprada também em loja de artesanato com flores;
  • Tinta Acrilex marrom escuro código 526, tinta verde escuro;
  • Alicate de corte, alicate de bico (para dobrar o arame) e pincel.

1) Pinte as flores de plástico de verde escuro.

2) Dobre os arames revestidos no meio sendo que aproximadamente 12 a 15 cm serão para o tronco e mais 3 a 4 cm para os galhos. Aperte a dobra com o alicate para ficar bem dobrado.

3) Junte o feixe de arames dobrados e comece a enrolar a fita marrom que é autoadesiva até a altura dos galhos.

4) Pode-se fazer galhos em alturas variadas, para isso dobre alguns arames na altura desejada e depois continue a enrolar a fita até a altura da copa do pinheiro.

5) Curve os galhos para baixo, fazendo uma pequena dobra para cima com ajuda do alicate de bico, para encaixar a flor “mosquitinho”, e insira um pedaço de arame revestido no topo, para ajudar a fixar a copa do pinheiro.

6) Pinte os galhos de marrom escuro e coloque as flores já pintadas de verde nas pontas dos galhos.

7) No centro da copa do pinheiro, junte várias flores “mosquitinho” coladas umas nas outras de formando um círculo com diâmetro um pouco menor do que o comprimento dos galhos da copa.

Agora é só inserir na sua maquete!

Publicado em Maquetes e dioramas | Comentários desativados

Maquete Conselheiro Scheinkmann

O tablado verde, tipo “moldura de poster”, concebido inicialmente para rodar locomotivas em teste e depois guardá-lo atrás da porta, deu lugar a uma maquete com um traçado oval simples, com apenas um desvio, isolado eletricamente (pode-se deixar uma locomotiva estacionada), mas bem elaborada em termos de detalhamento.

Essa maquete medindo 1,50 metros x 1,05 metros é ideal para levar em encontros do hobby e também para quem dispõe de pouco espaço.

Publicado em Maquetes e dioramas | Comentários desativados

Lançamentos comemorativos dos 50 Anos da Frateschi

Publicado em Maquetes e dioramas | Comentários desativados

Galeria de fotos do Segundo Open House da APFmf

Esta galeria contém 16 fotos.

Mais galerias | Comentários desativados

Frateschi faz resgate histórico de locomotiva da Rumo

A Frateschi, única fabricante de trens elétricos em miniaturas e réplicas de composições reais na América Latina, com sede em Ribeirão Preto, no interior paulista, lançou, neste mês, uma nova versão da locomotiva AC44i, a sexta da empresa, desta vez fazendo um resgate histórico e estampando a antiga pintura da concessionária Rumo Logística, que opera nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com mais de 12 mil quilômetros de linhas férreas. O lançamento ocorre justamente no ano em que a empresa completa cinco décadas de atuação no mercado.

A locomotiva AC44i foi lançada em julho de 2015 em quatro diferentes pinturas, com as marcas das concessionárias MRS, Rumo, ALL e VLi. No ano passado, a Frateschi lançou uma com a marca da Brado. “Agora, resolvemos fazer um resgate histórico e colocar no mercado a primeira pintura da locomotiva Rumo, muito bonita, chamativa e atraente ao ferreomodelista e ao colecionador”, explica o diretor da empresa, Lucas Frateschi.

A AC44i real é de grande porte e fabricada em Contagem (MG) pela GE Transportation, com um índice de nacionalização de 63% dos componentes utilizados. “Ela é uma máquina diesel-elétrica de corrente alternada, que entrega uma potência de 4.500 hp e possui 195 toneladas. É a locomotiva mais importante da malha ferroviária nacional e utilizada no transporte das mais diversas commodities, como açúcar, soja, minério de ferro, óleo, bauxita, entre outras”, diz Frateschi.

Atualmente, 20,7% da matriz modal no país refere-se ao meio ferroviário, e segundo o Ministério do Transportes, deverá chegar a 35% em 2025, superando em cinco pontos percentuais o rodoviário.

A réplica da AC44i Fase 1, da Rumo, já pode ser encontrada na loja virtual da empresa (www.frateschi.com.br) e também nas revendedoras espalhadas pelo Brasil. Em seus 50 anos, a Frateschi já fabricou cerca de 150 locomotivas.

Sobre a Frateschi

Fundada em 1967, a Indústrias Reunidas Frateschi é a única fabricante da América Latina de trens elétricos em miniaturas e réplicas de composições reais. Situada em Ribeirão Preto, no interior paulista, tem a missão de divulgar e preservar a memória ferroviária do Brasil, por meio da prática do ferreomodelismo. Prestes a completar 50 anos neste mercado, a empresa tem a convicção de que importantes relações humanas, como a interação entre pai e filho, avô e neto e amigos, são fortalecidas em momentos descontraídos durante a prática deste hobby.

Com atuação nacional e internacional, a Frateschi possui representantes nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia, Ceará e Pernambuco, além do Distrito Federal. No exterior, seus representantes estão na Argentina, Chile, Uruguai, Austrália, Nova Zelândia, Rússia, Suíça, África do Sul e Taiwan.

Mais informações podem ser obtidas no site www.frateschi.com.br

Paulo Viarti
F2 Assessoria de Imprensa

Publicado em Locomotivas e vagões | Comentários desativados