Instalando micro-lâmpadas nos ditch lights da locomotiva AC44i Frateschi

Existem duas opções para iluminação de ditch lights (faróis auxiliares): o led CMS e a micro-lâmpada. O led CMS na configuração da foto exigiria adaptação para entrar no minúsculo espaço dos ditch lights da locomotiva AC44i Frateschi, por isso optamos pela micro-lâmpada, que se encaixou perfeitamente no espaço antes ocupado pelo prisma original.

A locomotiva AC44i Frateschi, na qual instalamos as micro-lâmpadas, está equipada com um decoder da marca LDH. Não aconselhamos usarem estas micro-lâmpadas no modo analógico porque, com a oscilação de voltagem e corrente, a durabilidade dessas lâmpadas é muito comprometida.

O primeiro passo é remover o prisma original, que ilumina (muito pouco) os ditch lights (faróis auxiliares) por condução óptica. Esse prisma só existe para os ditch lights dianteiros na locomotiva Frateschi; os traseiros não são operacionais. A remoção deste prisma é relativamente difícil, pois vários ferromodelistas o quebraram durante a remoção, o mesmo acontecendo conosco. Como o objetivo é instalar as micro-lâmpadas, isso não fez diferença.

As micro-lâmpadas utilizadas tem diâmetro de 1,2 mm, e são de 1,5 Volt e 15 mA.

Nós retiramos os ditch lights, mas é desnecessário. Uma das “perninhas” de encaixe sempre quebra na retirada, pois esta é colada na fábrica, até para evitar a perda deste minúsculo componente.

O manual do decoder indica colocar um resistor de 1000 ohms antes de ligar um led na função F3 ou F4. Verifique qual “perninha” é a positiva do led. Se você tem duvida, use uma bateria de 3 volts, dessas de placa mãe de computador. O led não queima se for ligado invertido, apenas não acende. No caso da lâmpada ela não tem polaridade e não faz diferença.

Colocamos os resistores de 1000 ohms, um para cada lâmpada ligados no comum positivo das funções. Experimentamos resistores de 1000 ohms com várias amperagens, mas mesmo com amperagem suficiente para as duas lâmpadas, foi necessário um resistor para cada lâmpada. Um resistor comum às duas não funcionou.

Os resistores ficaram virados para trás para se acomodarem melhor dentro da carcaça.

Esta entrada foi publicada em Locomotivas e vagões. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.